Sexta, 18 de agosto – Unam-se agora!

Para que não haja divisão no corpo; pelo contrário, cooperem os membros, com igual cuidado, em favor uns dos outros. 1 Coríntios 12:25

A união é força; a divisão, fraqueza. Quando estão unidos, os que creem na verdade presente exercem poderosa influência. Satanás compreende bem isso. Ele nunca esteve mais determinado do que agora para neutralizar a verdade de Deus, causando amargura e dissensão entre o povo do Senhor.

O mundo é contra nós, as igrejas populares são contra nós, as leis da Terra em breve serão contra nós. Se já houve tempo em que o povo de Deus devesse unir-se, o tempo é agora. Deus nos confiou as verdades especiais para este tempo, a fim de as tornar conhecidas ao mundo. A última mensagem de misericórdia está sendo proclamada agora. Estamos lidando com homens e mulheres que se dirigem para o juízo. Como devemos ser cuidadosos em cada palavra e ato para seguir de perto o Modelo, a fim de que nosso exemplo leve pessoas a Cristo! Com que cuidado devemos procurar apresentar a verdade de tal modo que os outros, contemplando-lhe a beleza e simplicidade, sejam levados a recebê-la. Se nosso caráter testificar de seu poder santificador, seremos uma contínua luz aos outros – epístolas vivas, conhecidas e lidas por todos. Não podemos agora correr o risco de dar lugar a Satanás, nutrindo desunião, discórdia e lutas.

A preocupação expressada na última oração de nosso Salvador pelos discípulos, antes de Sua crucifixão, foi que imperassem união e amor entre eles. Tendo diante de Si a agonia da cruz, Sua atenção não estava voltada para Si mesmo, mas para aqueles que Ele deixaria a continuar Sua obra na Terra. As provas mais severas os aguardavam; mas Jesus viu que seu perigo maior proviria de um espírito de amargura e divisão. […]

Todos os que foram beneficiados pelos trabalhos dos servos de Deus devem, segundo sua habilidade, unir-se a eles pela salvação das pessoas. Essa é a obra de todos os verdadeiros crentes, pastores e povo. Devem conservar sempre em mente o grande objetivo, buscando cada qual preencher sua devida posição na igreja, e todos trabalhando conjuntamente em ordem, harmonia e amor. […]

Não negligenciarão o empenho pelo fortalecimento e unidade da igreja. Vigiarão cuidadosamente a fim de que não seja dada oportunidade para se introduzirem diversidade e divisão (Testemunhos Para a Igreja, vol. 5, p. 236, 238).

IJB - Atrair, Acolher, Envolver e Comprometer
Categories: Meditações DiáriasTags: , , , ,

Deixe uma resposta