Sexta, 14 de julho – Aliste-se no exército de Cristo

Depois destas coisas, vi, e eis grande multidão que ninguém podia enumerar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do trono e diante do Cordeiro, vestidos de vestiduras brancas, com palmas nas mãos. Apocalipse 7:9

Por serem filhos e filhas de Deus, os cristãos precisam lutar para alcançar o elevado ideal a eles apresentado pelo evangelho. Não devem se contentar com nada menos que a perfeição. […]

Torne a santa Palavra de Deus seu objeto de estudo, introduzindo em sua vida os santos princípios divinos. Ande diante de Deus em mansidão e humildade, corrigindo diariamente suas faltas. Não permita que o orgulho egoísta o separe de Deus. Não acaricie o sentimento de elevada supremacia, julgando-se melhor que os outros. “Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia” (1Co 10:12). Paz e descanso sobrevirão quando você levar sua vontade em sujeição à de Cristo. Então o amor de Cristo reinará no coração, subjugando ao Salvador as fontes secretas de ação. O temperamento precipitado, facilmente despertado, será sensibilizado e subjugado pela unção da graça de Cristo. A sensação de que os pecados foram perdoados traz paz que excede todo entendimento. Segue-se um ávido esforço para vencer tudo aquilo que se opõe à perfeição cristã. A dissensão desaparecerá. Aqueles que, no passado, encontravam defeito nos outros a seu redor verão que falhas muito maiores existem no próprio caráter.

Há pessoas que ouvem a verdade e se convencem de que viviam em oposição a Cristo. Sentem a condenação e se arrependem de suas transgressões. Confiando nos méritos de Cristo, exercem fé verdadeira nEle e recebem o perdão pelos pecados. À medida que cessam de fazer o mal e aprendem a fazer o bem, crescem na graça e no conhecimento de Deus. Veem que precisam se sacrificar a fim de separar-se do mundo. Depois de calcular o preço, consideram tudo como perda a fim de ganharem a Cristo. Alistam-se no exército de Jesus. A luta está diante deles, e nela se engajam com bravura e alegria. Combatem suas inclinações naturais e seus desejos egoístas, levando a vontade própria em sujeição à de Cristo. Diariamente pedem graça ao Senhor para Lhe obedecer. Assim são fortalecidos e ajudados. Essa é a verdadeira conversão. Em grata e humilde submissão, aqueles que receberam um novo coração confiam no auxílio de Cristo. Revelam na vida os frutos da justiça. No passado, amavam a si mesmos. Os prazeres mundanos eram seu deleite. Agora o ídolo é destronado, e Deus reina com supremacia (Mensagens aos Jovens, p. 73, 74).

IJB - Atrair, Acolher, Envolver e Comprometer
Categories: Meditações DiáriasTags: , , , ,

Deixe uma resposta