Quinta, 30 de março – Um exemplo de santificação verdadeira

E a si mesmo se purifica todo o que nEle tem esta esperança, assim como Ele é puro. 1 João 3:3

A verdadeira santificação é exemplificada na vida do discípulo João. Durante os anos de seu próximo relacionamento com Cristo, ele foi advertido e aconselhado pelo Salvador muitas vezes; e aceitou essas repreensões. Quando o caráter do Ser divino lhe foi manifestado, João viu as próprias deficiências e tor­nou-se humilde pela revelação. Dia a dia, em contraste com seu espírito violento, ele observava a ternura e longanimidade de Jesus e ouvia-Lhe as lições de humil­dade e paciência. Dia a dia, seu coração era atraído para Cristo, até que perdeu de vista o próprio eu no amor pelo Mestre. O poder e a ternura, a majestade e a brandura, o vigor e a paciência que ele via na vida diária do Filho de Deus enche­ram seu coração de admiração. Ele submeteu seu temperamento ambicioso e vingativo ao poder modelador de Cristo, e o divino amor operou nele a transfor­mação do caráter. […]

Uma transformação de caráter como a que se vê na vida de João é sempre o resultado da comunhão com Cristo. Mesmo que haja defeitos acentuados na vida de um indivíduo, quando ele se torna um verdadeiro discípulo de Cristo, o poder da divina graça transforma-o e o santifica. Contemplando a glória do Senhor como em um espelho, a pessoa é transformada de glória em glória, até alcançar a semelhança daquele a quem adora.

João ensinava a santidade e, em suas cartas à igreja, estabeleceu regras infa­líveis para a conduta do cristão. “Todo o que nEle tem essa esperança”, escreveu, “a si mesmo se purifica, assim como Ele é puro” (1Jo 3:3). “Aquele que diz que permanece nEle, esse deve também andar assim como Ele andou” (1Jo 2:6). Ele ensinava que o cristão precisa ser puro de coração e de vida. Jamais deve ficar satisfeito com uma profissão vazia. Como Deus é santo em Sua esfera, assim deve o ser humano, mediante fé em Cristo, ser santo na sua.

“Esta é a vontade de Deus”, escreve o apóstolo Paulo, “a vossa santificação” (1Ts 4:3). Em todo o trato com Seu povo, o objetivo de Deus é a santificação da igreja. Ele os escolheu desde a eternidade para que fossem santos. Deu Seu Filho para morrer por eles, para que pudessem ser santificados pela obediência à ver­dade, livres de todo o egoísmo. Requer deles trabalho pessoal e entrega indivi­dual (Atos dos Apóstolos, p. 557, 558).

ANO BÍBLICO

1 Samuel 24

1 Samuel 25

1 Samuel 26

1 Samuel 27

IJB - Atrair, Acolher, Envolver e Comprometer
Categories: Meditações DiáriasTags: , , , ,

Deixe uma resposta