Quinta, 29 de junho – Reforma do sábado

Bem-aventurado o homem […] que se guarda de profanar o sábado. Isaías 56:2

A obra da reforma do sábado a realizar-se nos últimos tempos acha-se predita na profecia de Isaías: “Assim diz o Senhor: Mantende o juízo e fazei justiça, porque a Minha salvação está prestes a vir, e a Minha justiça, prestes a manifestar-se. Bem-aventurado o homem que fizer isto, e o filho do homem que nisto se firma, que se guarda de profanar o sábado e guarda a sua mão de cometer algum mal” (Is 56:1, 2). […]

Essas palavras se aplicam à era cristã, como se vê pelo contexto: “Assim diz o Senhor Deus, que congrega os dispersos de Israel: Ainda congregarei outros aos que já se acham reunidos” (Is 56:8). Aqui está prefigurado o ajuntamento dos gentios pelo evangelho. Sobre os que então honram o sábado, é pronunciada uma bênção. Portanto, o dever relativo ao quarto mandamento estende-se pela crucifixão, ressurreição e ascensão de Cristo, até o tempo em que os Seus servos deveriam pregar a todas as nações a mensagem das alegres novas. […]

Santificado pelo descanso e bênção do Criador, o sábado foi guardado por Adão em sua inocência no santo Éden; por Adão, depois de caído, mas arrependido e quando expulso de sua feliz morada. Foi guardado por todos os patriarcas, desde Abel até o justo Noé, até Abraão, Jacó. Quando o povo escolhido esteve em cativeiro no Egito, muitos, em meio à idolatria imperante, perderam o conhecimento da lei de Deus; mas, quando o Senhor libertou Israel, proclamou-a com terrível majestade à multidão reunida, para que não apenas conhecesse a sua vontade, mas a Ele temesse e obedecesse para sempre.

Desde aquele dia até o presente, o conhecimento da lei de Deus tem sido preservado na Terra, e o sábado do quarto mandamento, guardado. Apesar de o “homem do pecado” ter pisoteado o santo dia de Deus, houve, mesmo no período de sua supremacia, ocultas nos lugares solitários, pessoas fiéis que lhe dispensavam honra. Desde a Reforma, alguns tem havido, em cada geração, a manterem- lhe a observância. Embora frequentemente em meio de ignomínia e perseguição, constante testemunho tem sido dado da perpetuidade da lei de Deus e da obrigação sagrada relativa ao sábado da Criação (O Grande Conflito, p. 451, 453).

IJB - Atrair, Acolher, Envolver e Comprometer
Categories: Meditações DiáriasTags: , , , ,

Deixe uma resposta