Quinta, 14 de setembro – A família e as batalhas decisivas

Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se. Daniel 1:8

Pais, façam a si mesmos esta solene pergunta: “Estamos educando nossos filhos para ceder à autoridade paterna e, assim, instruindo-os a obedecer a Deus, amá-Lo e considerar Sua lei o guia supremo de vida e conduta? Estamos educando para que sejam missionários de Cristo? Para saírem por aí fazendo o bem?” Pais cristãos, seus filhos precisarão travar batalhas decisivas pelo Senhor no dia do conflito e, enquanto ganharem vitórias para o Príncipe da Paz, estarão conquistando triunfos para si. Entretanto, se não foram criados no temor do Senhor, se não conhecem a Cristo e não têm conexão com o Céu, a força moral lhes faltará, e eles cederão às autoridades terrenas que presumem se exaltar acima do Deus dos Céus ao estabelecer um sábado falso para tomar o lugar do sábado de Jeová. A terna misericórdia desse poder será demonstrada em celas de prisão e masmorras. Os preparativos já estão avançando. Há movimentos em progresso que resultarão na criação de uma imagem para a besta. Acontecerão eventos na história mundial que cumprirão as predições das profecias para os últimos dias.

Será necessário tomar decisões. Ou os apóstatas retomarão decididos sua lealdade a Deus ou se posicionarão nas fileiras do inimigo. Satanás exercerá controle sobre todos os que, por fim, recusarem-se a ser controlados pela lei de Deus. Ele inspirará pais a guerrear contra os filhos, e os filhos a lutar contra os pais, ou seja, a trair e entregar os da própria casa aos inimigos. Acontecimentos iminentes lançam sombra sobre nosso caminho. Pais e mães, apelo para que façam os mais intensos esforços agora por seus filhos. Instruam-lhes diariamente na religião. Ensinem seus filhos a amar a Deus e a ser fiéis aos princípios do direito. Com fé exaltada e fervorosa, dirigidos pela divina influência do Espírito Santo, trabalhem, trabalhem agora! Não adiem por um dia, nem mesmo por uma hora. Ensinem seus filhos que o coração deve ser treinado ao autocontrole e à negação do eu. As motivações da vida devem estar em harmonia com a lei de Deus. Nunca se satisfaçam em deixar seus filhos crescerem distantes de Cristo. Nunca se sintam tranquilos enquanto eles estão frios e indiferentes. Clamem a Deus dia e noite. Orem e trabalhem pela salvação de seus filhos (Review and Herald, 23 de abril de 1889).

IJB - Atrair, Acolher, Envolver e Comprometer
Categories: Meditações DiáriasTags: , , , ,

Deixe uma resposta